Perguntas Frequentes

Ações

Ações

sanfonaAções

1. Qual é o código das ações da Valid, e quais direitos os detentores possuem?

– Common share: VLID3

A ação ordinária (ON – símbolo na Bovespa: VLID3) confere ao seu detentor o direito de voto em deliberações tomadas nas Assembléias Gerais, sejam Ordinárias ou Extraordinárias. Cada ação ordinária equivalente a 1 (um) voto.

2. O que significa a Valid ser uma Companhia do Novo Mercado da BM&FBOVESPA?

– Em 2000, a BOVESPA introduziu três segmentos especiais para listagem, conhecidos como Níveis 1 e 2 de Práticas Diferenciadas de Governança Corporativa e Novo Mercado. O objetivo foi criar um mercado secundário para valores mobiliários emitidos por companhias abertas brasileiras que sigam melhores práticas de governança corporativa. Os segmentos de listagem são destinados à negociação de ações emitidas por companhias que se comprometam voluntariamente a cumprir práticas de boa governança corporativa e maiores exigências de divulgação de informações em relação àquelas já impostas pela legislação brasileira. Em geral, tais regras ampliam os direitos dos acionistas e melhoram a qualidade da informação fornecida aos acionistas. As regras do Novo Mercado exigem, além das obrigações impostas pela legislação brasileira em vigor, o atendimento aos seguintes requisitos, entre outros:

– emitir somente ações ordinárias;

– conceder a todos os acionistas o direito de venda conjunta (tag along), em caso de alienação do controle acionário da Companhia, devendo o adquirente do controle realizar oferta pública de aquisição das ações aos demais acionistas, oferecendo para cada ação o mesmo preço pago por ação do bloco controlador;

– assegurar que as ações da Valid, representativas de, no mínimo, 25% do capital total, estejam em circulação;

– adotar procedimentos de oferta que favoreçam a dispersão acionária;

– cumprir padrões mínimos de divulgação trimestral de informações;

– seguir políticas mais rígidas de divulgação com relação às negociações realizadas pelos acionistas controladores da Companhia, conselheiros e diretores envolvendo valores mobiliários de sua emissão;

– submeter quaisquer acordos de acionistas e programas de opção de compra de ações existentes à BOVESPA;

– disponibilizar aos acionistas um calendário de eventos societários;

– limitar a um ano o mandato de todos os membros do Conselho de Administração da companhia, composto de no mínimo cinco membros;

– elaborar, a partir do segundo exercício social encerrado após a admissão no Novo Mercado, demonstrações financeiras anuais, inclusive demonstrações de fluxo de caixa, em idioma inglês, de acordo com normas contábeis internacionais, tais como o U.S. GAAP ou o IFRS;

– adotar exclusivamente as normas do regulamento de arbitragem da BOVESPA, pelas quais a BOVESPA, a companhia, o acionista controlador, os administradores, e os membros do Conselho Fiscal da Companhia, se instalado, comprometem-se a resolver toda e qualquer disputa ou controvérsia relacionada ao regulamento de listagem por meio de arbitragem;

– realizar, pelo menos uma vez ao ano, reunião pública com analistas e quaisquer outros interessados, para divulgar informações quanto à sua respectiva situação econômico-financeira, projetos e perspectivas; e

– em caso de saída do Novo Mercado, para que as ações sejam negociadas fora do Novo Mercado, o acionista controlador deve fazer oferta pública de aquisição das ações em circulação, pelo valor econômico apurado mediante laudo de avaliação elaborado por empresa especializada e independente.

3. O que é a Assembleia Geral de acionistas? Como faço para participar?

A Assembleia Geral de acionistas é a reunião dos acionistas da Valid, previamente convocados, para deliberar determinadas matérias dispostas na ordem do dia

É convocada pelo Conselho de Administração da Companhia através de Edital de Convocação publicado por três vezes consecutivas no Diário Oficial do Rio de Janeiro, e Valor Econômico. A convocação da Assembléia Geral também é anunciada através do website de relações com investidores da Companhia (http://ri.valid.com) e da Bolsa de Valores de São Paulo (www.bmfbovespa.com.br) e por mailing direcionado aos acionistas cadastrados no website da Companhia.

A partir da data de publicação do Edital de Convocação da Assembleia Geral, a administração da Valid coloca à disposição de seus acionistas os documentos e as informações que devem ser fornecidos por exigência legal ou estatutária em relação aos diversos pontos incluídos na ordem do dia, incorporando-se tais documentos e informações também ao website desde a mencionada data.

Para participar da Assembleia Geral, os acionistas ou seus representantes legais deverão apresentar, com no mínimo 48 (quarenta e oito) horas de antecedência à data designada para a realização da Assembléia Geral, além do documento de identidade, conforme o caso: (a) comprovante expedido pela instituição escrituradora nos últimos 3 (três) dias; (b) instrumento de mandato com reconhecimento da firma do outorgante; e/ou (c) relativamente aos acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente.

4. Como devo proceder para entrar em contato com o Banco Custodiante das ONs da Valid?

Os detentores das ações ordinárias da Valid deverão ir em uma das agências do Banco Bradesco S.A, que é o custodiante das ações ordinárias da Companhia.

5. Como faço para adquirir ações da Valid?

As ações da Valid são negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). É possível negociar com ações através de bancos ou corretoras, que realizam as ordens de compra e venda na Bovespa.

6. O que é o Ibovespa?

O Índice Bovespa é o mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. Sua relevância advém do fato do Ibovespa retratar o comportamento dos principais papéis negociados na BOVESPA, ou seja, aqueles que possuem maior liquidez.

Para mais informações acesse: http://www.bmfbovespa.com.br

7. Como é possível entrar em contato com a área de Relações de Investidores da Valid?

Para entrar em contato com a área de relações de investidores da Valid clique aqui.

8. O que é Tag Along? O que ele garante aos investidores?

Segundo a Lei das S.A., quando uma empresa é vendida, os minoritários detentores de ações ordinárias têm o direito de receber por suas ações, no mínimo, 80% do valor pago aos acionistas controladores da empresa.

Tag along é um instrumento que promove a extensão do prêmio de controle aos acionistas minoritários.

9. O que é Free float?

Quantidade de ações de uma empresa disponível para negociação em mercados organizados.

10. O que significa IPO?

Initial Public Offering, ou Oferta Pública Inicial, é a primeira oferta pública de ações de uma empresa.

11. O que são Stakeholders?

Todos que tem algum interesse na companhia, como clientes, fornecedores, acionistas, governo, órgãos reguladores e a comunidade.

12. Como faço para me cadastrar no Mailling da Valid para receber informações periódicamente sobre a empresa?

Para se cadastar no mailing clique aqui

Governança Corporativa

Governança Corporativa

sanfonaGovernança

1. Qual é a atual Estrutura Acionária da Valid?

Estrutura Acionária, Clique aqui.

2. Com qual periodícidade são divulgados os resultados da Valid?

Os resultados da empresa são divulgados trimestralmente.

3. O que são Juros Sobre Capital Próprio (JCP) e Dividendos? Qual a diferença entre eles?

O dividendo é a parte do acionista no lucro da empresa. Sempre que uma empresa tem lucros, ela reserva parte desse resultado para distribuir aos seus acionistas. No Brasil, as empresas são obrigadas a um pagamento mínimo de dividendos de 25% do lucro.

O retorno gerado com dividendos pode ser expresso pelo dividend yield de uma ação e ele é igual ao dividendo pago dividido pelo preço da ação. Além dos dividendos as empresas também pagam juros sobre capital próprio (JCP), que é uma outra forma de distribuir lucro aos acionistas das empresas. A diferença é que esse pagamento é tratado como despesa no resultado da empresa, enquanto o dividendo não.

4. O que são e como são executados os programas de recompra de ações?

O programa de recompra de ações significa a recompra, pela Companhia, de suas próprias ações, que poderão ser canceladas ou mantidas em tesouraria para posterior venda. Este programa é regulado pela instrução da Comissão de Valores Mobiliários nº 10/1980 e autorizado por deliberação do Conselho de Administração da Companhia, que deverá especificar o objetivo da companhia na operação, a quantidade de ações a serem adquiridas, o prazo máximo para a realização das operações autorizadas, que não poderá exceder a 365 dias, a quantidade de ações em circulação no mercado; e o nome e o endereço das instituições financeiras que atuarão como intermediárias. As companhias abertas não poderão manter em tesouraria ações de sua emissão em quantidade superior a 10% de cada classe de ações em circulação no mercado, incluídas neste percentual as ações existentes, mantidas em tesouraria por sociedades controladas e coligadas. Além disso, o preço de aquisição das ações não poderá ser superior ao valor de mercado.

Clique aqui para acessar a seção Recompra de Ações.

5. Quanto a Valid pagou de Juros Sobre Capital Próprio e Dividendos nos ultimos anos?

Para acessar a tabela de dividendos clique aqui.

Financeiro

Financeiro

sanfonaFinanceiro

1. Receita Operacional Bruta

Representa todos os serviços prestados durante um determinado período, antes dos descontos aos clientes, devoluções ou impostos, ou outros ajustes.

2. Lucro Bruto

Receita líquida menos o custo dos serviços prestados.

3. Despesas com Vendas, Gerais e Administrativas

Essas despesas incluem tipicamente o salário dos empregados relacionados a vendas e administração da companhia, propaganda, comunicação entre outras.

4. EBITDA

Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization (Lucro antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização do diferido).

5. Despesa / Receita Financeira

Essa conta inclui receitas e despesas com juros e comissões relacionadas à transações financeiras.

6. Imposto de Renda e Contribuição Social

Reflete o gasto com o pagamento do imposto de renda e da contribuição social.

7. Lucro Líquido / Prejuízo

Também chamado de bottom line, uma vez que é a última linha da demonstração de resultado. Representa o lucro restante depois que todo o custo e as despesas (incluindo impostos) foram deduzidos da receita total em um determinado período. Se o resultado é positivo chamamos de lucro, se é negativo, de prejuízo.

8. Ativo

Representa os recursos da companhia que são usados para gerar receita. Os ativos podem ser físicos (caixa, estoques, propriedades e equipamentos) ou intangíveis (fundo de comércio, marca registrada, patentes).

10. Patrimônio Líquido

Representa o investimento do acionista na companhia via contribuição de capital ou lucro reinvestido. O valor do patrimônio líquido é igual ao ativo total menos o passivo total.

11. Preço / Lucro (P/L)

Preço de uma ação dividido pelo lucro por ação. Esse índice dá ao investidor um parâmetro de quanto ele está pagando pela capacidade de gerar lucro da companhia.

12. Dívida Líquida / EBITDA

Esse índice é uma medida da alavancagem financeira da companhia.

13. Margem EBITDA

Relação entre EBITDA e receita líquida.

14. EVA

EVA é o lucro econômico, também conhecido como lucro residual, e considera que o lucro existe somente quando a empresa cobre todos os seus custos operacionais e também os custos do capital empregado no negócio, seja ele próprio ou de terceiros.